BIFOSFONATOS: Cuidados na Implantodontia - Videoconferência por Cláudia Cristina Bigueti

Os bisfosfonatos foram introduzidos na classe médica como medicamentos inibidores de doenças osteodegenerativas como a doença de Paget, hipercalcemia maligna, osteoporose e para terapia em pacientes que apresentam metástases de neoplasias sólidas e mieloma múltiplo. 

bifosfonatos-implantodontia


São capazes de modificar o remodelamento ósseo, levantando questões sobre a influência em procedimentos cirúrgicos na área da Implantodontia. Há uma relação entre o uso de bisfosfonatos e o surgimento da osteonecrose dos maxilares (ONM), patologia esta relativamente recente, que interfere gravemente na qualidade de vida pela exposição de osso necrótico e dor na mandíbula e maxila, produzindo morbidade significativa ao doente afetado.

A instalação de implantes dentais em pacientes que fazem terapia com bisfosfonatos ainda é um assunto controverso.







Você não pode parar de assistir
ENTREVISTA: Botox na Odontologia - Dra. Priscilla Nobre
RELATO DE MIÍASE DE CAVIDADE ORAL NO HDML

Tráfico Semanal

ANF

Follow by Email